CRÔNICA: Nunca deixe de correr atrás de seus sonhos




        Certo dia, voltando para casa, caminhando na rua normalmente, fui abordada por um homem que dizia ser olheiro. Ele me disse diretamente que eu teria grandes chances de ser modelo fotográfica, e que se eu quisesse eu poderia entrar em contato com ele pelo número do cartão que me entregou.

        Quando cheguei em minha casa, pensei várias vezes como isso poderia ter acontecido. Se seria mesmo possível meu sonho se tornar realidade com facilidade aqui onde eu moro (Belém-Pará) de uma hora para outra, com apenas 15 anos e sem ter que ir atrás agências. Com a ajuda de minha mãe, liguei para  o homem e marcamos um horário para eu ir fazer  o book. Depois que acabaram as fotos, olhei todas e amei, ele disse que eu poderia pegá-las com 10 dias e depois ele iria me levar em uma agência.

        Os dias passaram e eu e minha mãe fomos ao local, o homem não estava e não atendia telefone nenhum. Ficamos ligando todos os dias, voltamos ao local várias vezes, mas nada dele aparecer. O que será que aconteceu? O que esse homem fez com minhas fotos? Já passaram mais de dois anos e eu ainda não consegui notícias sobre isso.

        Quando consegui um dinheiro, resolvi fazer um book em um estúdio fotográfico de confiança (e sim, são caros), viajei para SP e fui a uma agência de modelos, fui recusada. Fui em mais duas logo depois e fui recusada novamente. Voltei para minha cidade e procurei entender o porquê não fui aceita. Fui me aperfeiçoando e corrigindo minhas falhas.


        Viajei novamente, e em SP mesmo fiz outro book, levei nas mesmas agências que eu já havia levado e em mais duas. Não sabia que para ser modelo seria tão complicado pra mim. Porém, fui chamada por duas agências e estou feliz demais. Com isso, aprendi que nunca, jamais, as pessoas devem desistir de seus sonhos. Com vontade e dedicação todos conseguem ter o êxito e sucesso na vida. 


Escrito por Andressa Gama